Ftcuu1qol3lefirzo0tz

Por que programação pode transformar crianças em gênios?

Talvez você se pergunte: Por que programação pode transformar crianças em gênios?





Tenho certeza que você já percebeu que, seu filho(a), conhecido e etc, talvez aos 2 anos já mexa no tablete, instala e desinstala jogos, escolhe o melhor desenho no youtube sozinho, não é verdade? O conhecimento da tecnologia já acompanha o aprendizado da língua. Estamos cada vez mais próximos de uma geração em que a convivência com robôs e sistemas inteligentes passará a ser tão normal quanto conviver com nossos animais de estimação. Hoje em dia já é uma realidade dizer que devemos saber programar para não sermos programados. Bem como, já é sabido que a programação desenvolve o raciocínio lógico, a matemática, o inglês e até a redação.

Nas escolas, nos dias de hoje a criança não aprende ciências para ser um cientista, e nem aprende biologia para ser biólogo. Desta mesma forma se aplica para a ciência da computação. As crianças não aprenderão ciência da computação apenas para serem programadores. E sim, sobretudo, para viver melhor com o mundo avançado em tecnologia em que vivemos. Estudar programação não envolve somente saber programar, envolve em estar à frente.

Aposto que você já ouviu falar nestes homens: Bill Gates, Steve Jobs, Mark Zuckerberg, correto? Esses três bilionárias compartilham uma história parecida. Os três aprenderam programação na sua infância, começando com programas simples que diziam apenas duas palavras como: “Hello World” até sistemas e redes gigantes e bilionárias.
A revolução digital está numa velocidade nunca tão alta como agora, a ciência da computação já acrescentou à medicina em 10 anos mais do que foi feito em 100 anos de pesquisas e estudos! Incrível não?



O que não falta é casos de sucesso envolvendo crianças e adolescentes programadoras. É possível que você já tenha ouvido vários casos, se ainda não ouviu, vamos resumir alguns:

Tanmay Bakshi, programador, autor, palestrante, youtuber. Aos 12 anos ele trabalhava na IBM, no famoso projeto de Inteligência artificial Watson.

Santiago Gonzales passou do 7º ano do fundamental para a faculdade com 12 anos de idade, estudande de programação.

No Brasil, o programador Pedro Franceschi traduziu o aplicativo Siri da Apple do inglês para o português. Desde criança Pedro programa e isto ajudou muito para o lançamento da sua primeira startup, a famosa Pagar.me, que hoje recebe vários investimentos externos e cresce bastante.

Uma rápida pesquisa na internet e você irá perceber que os países de primeiro mundo estão fazendo forte campanha para modificar a estrutura de ensino e acrescentar a programação desde o início dos estudos. Países como: Coreia do Sul, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha já se mobilizaram para resolver o problema de escassez de mão de obra qualificada na área de ciência da computação.

Em Pelotas, a iniciativa veio da MooDev, uma das primeiras escolas de ciência da computação e robótica de nossa cidade. A MooDev ensina programação avançada de forma lúdica. Além de desenvolver a inteligência cognitiva, a matemática, o inglês e até a redação, na MooDev seu filho(a) aprende e desenvolve habilidades que poderão ser usadas para criação de projetos reais, como: Jogos, aplicativos, sites, sistemas, robótica(automação) e muito mais. Com base em todas as pesquisas e casos de sucesso, percebemos que a programação tem transformado simples usuários em gênios. Sendo assim, a MooDev preparou este curso de Ciência da Computação e Robótica avançadas, para tornar seu filho(a) em um gênio.

Dê o primeiro passo !

Faça uma aula experimental gratuita, é rápido e sem compromisso!

Aula Grátis
Moodev programac%cc%a7a%cc%83o hmkzwz